Baleia Rossia lança oficialmente candidatura à presidência da Câmara

O parlamentar tem o apoio de 11 partidos e do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia.

1
Foto: Maia e Rossi

O deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) lançou nesta quarta-feira (6), oficialmente, sua candidatura à presidência da Câmara. O parlamentar tem o apoio de 11 partidos e do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A eleição será no início de fevereiro, em data ainda não definida.

A candidatura foi oficializada em um ato na Câmara com lideranças dos partidos aliados – PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede. Juntas, as siglas somam 261 parlamentares, mas a votação é secreta e, por isso, pode haver votos divergentes.

No discurso, Baleia ressaltou que as legendas que compõem o seu bloco, embora em polos opostos no espectro político e com divergências sobre diversos temas, resolveram se unir para defender a democracia e a liberdade do Parlamento.

Vivemos um momento histórico, sim, e vale esse registro porque, desde a redemocratização do nosso país, nós não tínhamos um movimento de união de partidos que pensam diferente formando uma frente ampla. E existe um motivo para isso, nós somos o que a sociedade espera, a sociedade quer mais união, quer mais compaixão, quer mais respeito, quer mais igualdade. A sociedade espera uma luta por democracia e por liberdade“, afirmou.

Somos diferentes, pensamos diferente o papel do estado, a ação na economia. Em vários pontos, nós divergimos, mas a beleza da democracia está no respeito e na boa convivência com quem pensa diferente de você“, acrescentou.

Baleia lamentou as mortes ocorridas por Covid-19 no país e defendeu o acesso à vacina gratuita para todos os brasileiros. Acrescentou ainda que, por sugestão de vários líderes do bloco, conversou com Rodrigo Maia, para que, se necessário for, a Câmara se reúna durante o recesso para aprovar medidas urgentes ligadas ao tema.

O bloco foi costurado por Rodrigo Maia na tentativa de emplacar um sucessor. Baleia Rossi já tinha sido anunciado como candidato em 23 de dezembro, mas ainda aguardava a posição oficial da bancada do PT para consolidar o grupo.

Parte dos 50 deputados petistas defendia o lançamento de uma candidatura própria, mas o apoio a Baleia foi definido nesta segunda (4) por 27 votos a 23. Dos partidos de oposição, apenas o PSOL não declarou apoio ao deputado até esta quarta.

A partir de agora, Baleia começará a viajar pelo país atrás de votos – mesma estratégia de campanha usada por outros candidatos. O primeiro destino é o Piauí, na sexta (8).

Baleia terá como principal adversário o líder do PP e do Centrão, deputado Arthur Lira (PP-AL), que tem o apoio nos bastidores do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Atualmente, o bloco de Lira é composto pelos partidos PL, PP, PSD, Republicanos, Solidariedade, Pros, Patriota, PSC e Avante. Juntas, as siglas reúnem 196 parlamentares. O PTB também deve se unir ao grupo.

A principal bandeira da campanha de Baleia é o seu discurso de independência em relação ao Executivo. Ele defende uma agenda econômica liberal, favorável a reformas, como a tributária e a administrativa, o que lhe rendeu apoio de vários partidos de centro-direita.

No entanto, também conseguiu se aproximar dos partidos de esquerda com o compromisso de garantir o espaço de atuação da oposição no Parlamento, analisando, por exemplo, pedidos de abertura de comissões parlamentares de inquérito (CPIs) para, eventualmente, investigar ações do governo.

No discurso desta quarta, o candidato citou votações recentes da Câmara em que houve união dos partidos independentes e de oposição, como a aprovação de auxílio financeiro aos estados e municípios, do auxílio emergencial para trabalhadores informais e do novo Fundeb.

O parlamentar ressaltou o papel do Legislativo em fiscalizar e acompanhar as ações do Executivo. “Exatamente, por isso, a Câmara não pode ser submissa, porque, se for submissa, ela não fiscaliza, não acompanha“, disse.

Comentários