publicidade
Início Brasil Comissão aprova proposta que determina que indústria farmacêutica alerte consumidor sobre produtos...

Comissão aprova proposta que determina que indústria farmacêutica alerte consumidor sobre produtos suspensos e de riscos a saúde humana

Texto aprovado insere medida na Lei de Vigilância Sanitária sobre Produtos Farmacêuticos

O relator, Glaustin da Fokus, fez alterações no texto original
Acessibilidade (Ouça a matéria completa)

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados aprovou proposta que atribui aos fabricantes ou importadores a responsabilidade pela veiculação de publicidade destinada a alertar a população sobre a suspensão, pelo Ministério da Saúde, da fabricação e venda de seus produtos e sobre os riscos à saúde humana decorrentes da utilização ou manuseio desses produtos.

A medida é inserida na Lei 6.360/76, que trata da vigilância sanitária a que ficam sujeitos os medicamentos, os insumos farmacêuticos e correlatos, cosméticos e saneantes, entre outros produtos.

O texto aprovado é o substitutivo do relator, deputado Glaustin da Fokus (PSC-GO), ao Projeto de Lei 4165/19, do deputado Roberto de Lucena (Pode-SP).

O projeto original determinava que a publicidade deveria ser feita no estado ou município onde o produto tivesse sido vendido. Não sendo possível identificar estados e municípios, a publicidade deveria ser de âmbito nacional.

Porém, o relator considera que a tarefa de identificar os municípios nos quais ocorreu a distribuição do produto ao consumidor final pode se revelar bastante difícil. “Desta forma, consideramos extremamente complexa a elaboração de um texto legal que preveja, em todas as circunstâncias, uma regra razoável de cobertura territorial da veiculação da publicidade”. disse.

Glaustin da Fokus optou, no substitutivo, por deixar ao órgão regulador, em cada caso concreto, determinar os prazos, a extensão da publicidade e os meios de comunicação em que deverá ser veiculada. Se o fabricante ou importador não cumprir as determinações, deverá ressarcir os custos incorridos pelo Poder Executivo na publicidade.

Tramitação
A proposta será analisada, em caráter conclusivo, pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.​

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Receba notícias exclusivas em primeira mão!

Assine Gratuitamente nossa Newsletter e fique por dentro das principais notícias do dia no Seu Email

 

 
 
 
 

Você foi cadastrado com sucesso!

Fique sempre bem informado

Receba notícias exclusivas diretamente em seu E-mail.

 
 
 
 
 

Sua inscrição foi realizada com sucesso

×

Olá!

Fale agora mesmo com nosso atendimento.

× Como posso te ajudar?
Sair da versão mobile