publicidade
Início Amazonas Irmão de Omar Aziz se desfez de objetos antes de ser preso...

Irmão de Omar Aziz se desfez de objetos antes de ser preso pela 1ª vez

Foto: Euzivaldo Queiroz

Segundo a PF, o investigado estava se desfazendo, com a ajuda de outro indivíduo, de objetos de sua residência, ao ter conhecimento prévio da fase ostensiva da Operação Vertex

Amin Aziz, irmão do senador Omar Aziz, preso novamente  nesta quinta-feira (1°) pela Polícia Federal estava tentando prejudicar as investigações da Operação Vertex, que apura a prática de crimes de corrupção passiva, lavagem de capitais e existência de uma organização criminosa que desviou recursos milionários da Saúde.

Segundo a PF, o investigado estava se desfazendo, com a ajuda de outro indivíduo, de objetos de sua residência, ao ter conhecimento prévio da fase ostensiva da Operação Vertex, deflagrada no último dia 19. Foram angariadas provas e indícios da ação.

Nesta quinta-feira (1°), dois mandados de prisão temporária e dois de busca e apreensão foram cumpridos nos bairros Cidade de Deus e Parque 10 de Novembro, respectivamente nas zonas Norte e Centro-Sul de Manaus. Amin foi encaminhado para uma cela do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 2), no quilômetro 8 da BR-174.

Amin chegou a ser preso no último dia 19, juntamente com seus irmãos, Murad e Mansour, e a cunhada, a ex-primeira-dama Nejmi Aziz. Todos chegaram a ser liberados posteriormente, mas nessa quarta-feira (31) Nejmi voltou a ser presa e encaminhada à cela no Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF).

De acordo com a PF, as medidas cautelares deferidas pela Justiça Federal, hoje, no interesse do Inquérito Policial que apura o caso, têm por objetivo contribuir para o esclarecimento dos fatos no que se refere às hipóteses criminais de vazamento de investigação sigilosa com o objetivo de prejudicar a eficácia da ação policial do dia 19 de julho, e de embaraço à investigação sobre organização criminosa, por meio da ocultação/destruição de provas, além de outros possíveis crimes correlatos.

publicidade

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

×

Olá!

Fale agora mesmo com nosso atendimento.

× Como posso te ajudar?
Sair da versão mobile