Trump proíbe entrada de funcionários venezuelanos e iranianos nos EUA

    Foto: Divulgação

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decretou nesta quarta-feira a proibição de entrada nos Estados Unidos de altos funcionários de Venezuela e Irã.

    “Decidi, no interesse dos Estados Unidos, adotar medidas para restringir e suspender a entrada no país, como imigrantes ou não imigrantes, de altos funcionários do regime de Nicolás Maduro”, diz o presidente em comunicado divulgado pela Casa Branca.
    O decreto envolve vice-ministros e todos os oficiais do exército, polícia e Guarda Nacional a partir da patente de coronel, e todos os membros da Assembleia Constituinte e seus familiares imediatos.
    A Casa Branca também anunciou uma medida similar para altos funcionários iranianos, com base em sua u estratégia de “máxima pressão” contra Teerã.

    Patrocinado

    Horas antes, à margem da Assembleia Geral da ONU, Trump declarou que “a Venezuela está passando por uma tragédia de proporções históricas” e foi “destruída pelo socialismo”.
    Trump prometeu “apoiar o povo venezuelano todos os dias até que finalmente sejam libertados desta terrível opressão”. “Eles serão livres. Isso vai acontecer”.

    Comentários

    Patrocinado

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui