fbpx
26.3 C
Manaus
quinta-feira, 9 dezembro, 2021
Patrocinado
InícioAmazonasMinistério Público vai investigar superfaturamento em aluguel do Hospital Nilton Lins

Ministério Público vai investigar superfaturamento em aluguel do Hospital Nilton Lins

De acordo com o MP, a Secretária de Saúde do Amazonas, Simone Papaiz, não respondeu as solicitações de esclarecimento feitas pelo órgão

Amazonas – O Ministério Público do Amazonas, instaurou nesta segunda-feira (22) o Inquérito Civil Nº 06.2020.00000408-1, para investigar suposto sobrepreço no aluguel do Hospital Nilton Lins, pelo governo do Amazonas, que está sendo usado para tratar pacientes com Covid-19 no estado.

 

De acordo com a decisão assinada pelo promotor de Justiça, Hilton Serra Viana, a Secretária de Saúde do Amazonas, Simone Papaiz, não respondeu as solicitações do órgão de esclarecer a Notícia de Fato (NF) 01.2020.00001085-0 para apuração de irregularidades na locação do hospital de campanha.

O Contrato feito entre a Instituição de Ensino Superior (IES) e o Governo do Estado, prevê o aluguel da estrutura no prazo de três meses por R$ 866 mil ao mês, totalizando R$ 2,6 Milhões.

CPI da Saúde

Além de ser investigado pelo Ministério Público, o Hospital de Campanha da Nilton Lins, foi a primeira unidade hospitalar do Amazonas a passar por uma inspeção in loco, deflagrada no dia 29 de maio, pela Comissão Parlamentar de Inquério (CPI) que investiga supostas irregularidades nos gastos feitos pela Secretaria de Saúde do Estado. 

Durante a visita dos parlamentares, a direção do hospital informou que não possuia os arquivos com as cópias dos contratos, e que esses documentos estavam armazenados na sede da SUSAM, confira:

Leia Também: Governo Federal anuncia pavimentação da BR-319 no Amazonas

Comentários

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.

- Advertisment -

Mais Lidas

×

Olá!

Fale agora mesmo com nosso atendimento.

× Como posso te ajudar?