“A cidade precisa parar”, apela secretário de saúde após colapso em hospitais

Os três maiores hospitais do Amazonas entraram em colapso.

0
Secretário de Saúde do Amazonas (SES-AM), Marcellus Campelo.

MANAUS – Após os três maiores hospitais públicos da capital, Delphina Aziz, 28 de Agosto e João Lúcio, atingirem o limite de suas capacidades contra o coronavírus (Covid-19), o secretário de Saúde do Amazonas (SES-AM), Marcellus Campelo, fez um apelo.

Ou a cidade para ou a gente não vai mais conseguir atender ninguém. A cidade precisar parar”, disse,

Conforme o secretário, é necessário que os habitantes colaborem neste momento de aumento dos casos de mortes e contaminações.

Por isso, pedimos 15 dias de restrição no funcionamento das atividades econômicas no último dia 23”.

Os hospitais Delphina Aziz e 28 de Agosto, por exemplo, colapsaram com pacientes da doença. Ao mesmo tempo, o João Lúcio atingiu o limite de sua capacidade.

Essa unidade é a principal da zona leste de Manaus para acolhimento de vítimas de violência e criminalidade, além de acidentes de trânsito. De acordo com as estatísticas da segurança pública, a região lidera em registros criminais na capital.

Leia também:

 https://portalpolitizei.com.br/2020/12/23/urgente-wilson-lima-anuncia-fechamento-de-atividades-nao-essenciais-no-am/

https://portalpolitizei.com.br/2021/01/02/urgente-justica-manda-fechar-atividades-nao-essenciais-por-15-dias-no-am/

https://portalpolitizei.com.br/2021/01/04/justica-nega-liminar-contra-decreto-que-fecha-comercio-no-am/

https://portalpolitizei.com.br/2020/12/29/david-estuda-parceria-com-o-estado-e-setor-privado-para-abrir-hospital-de-campanha/

Comentários