Mulher indígena é primeira vacinada contra covid-19 no Amazonas

Vanda Ortega é indígena do povo Witoto (33) e é técnica em enfermagem.

0
Primeira a ser vacinada
Foto: Foto: Arthur Castro/Secom

AMAZONAS – Mulher indígena foi a escolhida para ser vacinada contra a covid-19 no Amazonas, estado com maior população indígena do Brasil. Trata-se de Vanda Ortega (33). Uma indígena do povo Witoto que trabalha como técnica em enfermagem.

Esse ato foi realizado durante a apresentação oficial do Plano Estadual de Imunização pelo governador Wilson Lima (PSC), na noite desta segunda-feira (18), em solenidade realizada no Centro de Convenções Vasco Vasques.

Ao passo que, Vanda Ortega nasceu no município de Amaturá, na calha do Rio Solimões. Em 2002, Vanda chegou em Manaus para trabalhar e iniciou o curso de técnica de enfermagem em 2011, finalizando em 2013.

Atualmente, a mulher vacinada é moradora do Parque das Tribos, primeiro bairro indígena de Manaus, Vanda Ortega é atuante na luta em defesa dos povos indígenas e trabalha na rede estadual de saúde pela Fundação Alfredo da Matta.

Além disso, na comunidade em que reside, ela organiza os atendimentos de saúde dos moradores.

Vacinação

O Plano Operacional da Campanha de Vacinação dá prioridade para os trabalhadores da saúde, população indígena aldeada maior de 18 anos e idosos acima de 60 anos vivendo em asilos, além de idosos acima de 75 anos.

Nesse primeiro momento, será feita a distribuição das doses com foco em alcançar trabalhadores da saúde que estão na linha de frente do enfrentamento da Covid-19 e a população indígena aldeada maior de 18 anos.

Esse público será atendido com as primeiras 256 mil doses já disponíveis. Conforme forem liberadas mais vacinas, essas serão distribuídas para imunização de idosos com mais de 75 anos, que também estão incluídos na primeira etapa do planejamento.

Portanto, em Manaus, inicialmente, serão imunizados cerca de 28 mil profissionais da saúde que estão na linha de frente. As 50 mil doses de vacinas doadas pelo Governo do Estado de São Paulo, quando recebidas, entrarão no cronograma da primeira fase.

Comentários