Eduardo Bolsonaro pede desculpas após declarações sobre AI-5

Foto: Divulgação

Após repercussão negativa, Eduardo Bolsonaro pede desculpas em entrevista cedida a Tv Bandeirantes por declarações em que defende um novo AI-5.

 

“Peço desculpas a quem porventura tenha entendido que estou estudando o retorno do AI-5, ou o governo, de alguma maneia – mesmo eu não fazendo parte do governo. […] Essa possibilidade não existe”, disse o filho do presidente Bolsonaro.

 

O AI-5, o mais duro de todos os Atos Institucionais, foi emitido pelo presidente Artur da Costa e Silva em 13 de dezembro de 1968. Isso resultou na perda de mandatos de parlamentares contrários aos militares, intervenções ordenadas pelo presidente nos municípios e estados e também na suspensão de quaisquer garantias constitucionais que eventualmente resultaram na institucionalização da tortura, comumente usada como instrumento pelo Estado.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui