fbpx
25.3 C
Manaus
sábado, 4 dezembro, 2021
Patrocinado
InícioAmazonasAmazonas recebe nova remessa com 89.250 vacinas AstraZeneca e 5.850 do tipo...

Amazonas recebe nova remessa com 89.250 vacinas AstraZeneca e 5.850 do tipo Pfizer

Vacinas Pfizer serão armazenadas no Hemoam e atenderão gestantes e puérperas.

AMAZONAS – O Governo do Estado recebeu, na tarde de ontem (03), um novo lote de vacinas para vacinação contra a Covid-19. Parte das doses com 89.250 imunizantes são do tipo AstraZeneca/Oxford, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), enquanto outra fração do carregamento é composta por 5.850 doses do tipo Pfizer/BioNTech, vacina produzida na Bélgica e que teve a primeira remessa distribuída pelo Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunização (PNI).

O carregamento das vacinas foi desembarcado no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em voo comercial vindo de Guarulhos (SP) pela Latam Linhas Aéreas. O procedimento foi acompanhado por técnicos da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) e agentes da Polícia Federal (PF).

Escoltado pela PF, o carregamento das vacinas do tipo AstraZeneca foi levado para a FVS, onde foram contabilizadas e armazenadas. Posteriormente, as doses da Pfizer foram transportadas até o Centro de Processamento Celular (CPC) da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), local que oferece acondicionamento da vacina em freezer científico a temperaturas a -86ºC.

De acordo com a enfermeira do Programa Estadual de Imunização da FVS, Josi Dias, as vacinas do tipo AstraZeneca atenderão grupos prioritários, a serem definidos pela FVS em nota técnica. As vacinas do tipo Pfizer atenderão grupos de gestantes e puérperas da capital, conforme critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Ela explica que o condicionamento no Hemoam dá maior tempo de utilização, garantindo a qualidade dos imunizantes.

Devido a essa situação de condicionamento dessa vacina, com temperaturas negativas extremas, porque se ela ficar nessa temperatura a – 80ºC, – 90ºC, ela consegue permanecer até seis meses. Se ela ficar em temperatura mais baixa entre -15ºC e -25ºC, ela fica em torno de 15 dias. Então a gente precisa manter essa temperatura e a Semsa (Secretaria Municipal de Saúde) vai trabalhar com elas diretamente”, destacou Josi.

Pfizer

Segundo a FVS, as vacinas Pfizer possuem um esquema vacinal de duas doses, com intervalo de 12 semanas (3 meses). Devido à campanha contra a influenza, o Ministério da Saúde orienta um intervalo de 14 dias entre a vacinação da Covid-19 e da influenza. O órgão reforça a importância de priorizar a vacina contra o novo coronavírus.

O coordenador do CPC do Hemoam, Theomario Theotonio, explica que o local tem capacidade para armazenar cerca de 100 mil doses de vacina. Ele destaca a parceria entre os órgãos do governo para garantir a conservação dos imunizantes.

“O Hemoam está contribuindo com a sociedade mais uma vez, e com isso armazenando as vacinas da Pfizer, com esse critério de temperaturas negativas. Aqui o nosso Centro de Processamento Celular é projetado para armazenar células-tronco. A temperatura da célula-tronco é bastante negativa, então nós temos todos os fatores indispensáveis para esse armazenamento, tanto da célula-tronco como também das vacinas, que necessitam dessa temperatura negativa”, explicou o coordenador.

Vacinação

Dados parciais do Programa Nacional de Imunização, da FVS-AM (PNI/FVS-AM), apontam que 900.305 doses foram aplicadas em todo o estado até esta segunda-feira (03), sendo 610.556 de primeira dose e 289.749 de segunda dose. A informação está disponível no site da FVS-AM por meio do link: https://bit.ly/3nHbHMt.

Comentários

- Advertisment -

Mais Lidas

×

Olá!

Fale agora mesmo com nosso atendimento.

× Como posso te ajudar?