fbpx
24.3 C
Manaus
segunda-feira, 27 junho, 2022
Patrocinado
InícioAmazonasJoana Darc segue a frente do caso da cadela que foi morta...

Joana Darc segue a frente do caso da cadela que foi morta arrastada por caminhonete

A parlamentar e protetora de animais, que está a frente do caso, promete lutar por justiça até ver o criminoso na cadeia

O caso de uma cadelinha arrastada em Manaus, por um homem dirigindo uma caminhonete, na última segunda-feira (20), segue tendo desdobramentos. A presidente da Comissão de Proteção de Animais, Assuntos Indígenas, Cidadania e Legislação Participativa (CPAIP), deputada estadual Joana Darc (União Brasil), que encontrou o corpo do animal aguarda o laudo pericial, para saber qual a real causa da morte da cadela.

De acordo com Joana Darc, é necessário saber se ela morreu antes ou depois de ser arrastada por vários quilômetros.

A cena foi flagrada na Zona Norte de Manaus, e gravada pela população. O vídeo viralizou nas redes sociais e chocou o país.
A versão dada pelo motorista, que já foi identificado é contestada por Joana Darc. “Eu mesma falei com ele por telefone que me falou que encontrou a cadela morta perto de casa há um dia e, por causa do mau-cheiro, a amarrou na parte de trás da caminhonete e arrastou-a até o igarapé, onde deixou o corpo. Essa história não nos convenceu, uma vez que o corpo da cadelinha ainda não estava enrijecido. Estou indignada porque a maldade com os animais parece não ter fim. Não vou descansar enquanto eu ver esse criminoso preso. Vamos dar sequência com o processo de crime de maus-tratos”, afirmou.

Comentários

- Advertisment -

Mais Lidas

×

Olá!

Fale agora mesmo com nosso atendimento.

× Como posso te ajudar?