fbpx
26 C
Manaus
segunda-feira, 19 abril, 2021
Patrocinado
InícioAmazonasGovernador diz que pediu inclusão de professores na prioridade de vacinação no...

Governador diz que pediu inclusão de professores na prioridade de vacinação no AM

Será a segunda vez que o estado altera o Plano Nacional de Imunização, após incluir policiais.

AMAZONAS – O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), divulgou em seu perfil oficial no Twitter que solicitou a inclusão de profissionais da Educação no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19 no Amazonas. O pedido em conjunto com outros governadores dos estados da Amazônia Legal.

“Precisamos que nossos estudantes voltem às salas de aula de forma segura para todos”, disse Lima.

No domingo (28), o Governo do Amazonas começou a vacinar cinco mil policiais e bombeiros, que, segundo o Plano Nacional de Imunização (PNI), só poderiam ser vacinados após os profissionais da Educação. Wilson Lima também informou que após conversa dos governadores com o Ministério da Saúde, os servidores das forças de segurança foram incluídos como grupos prioritários. No Amazonas, uma decisão da Justiça determinou a vacinação.

Caso a solicitação para vacinar os professores seja aceita, será a segunda vez que o governo altera grupos prioritários dentro do PNI. No momento, cidades do Amazonas estão vacinando pessoas com comorbidades.

Greve

A Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical) fará uma Assembleia Geral na tarde de hoje (31), para definir se entra em estado de greve. O sindicato pede a vacinação dos professores e também o reajuste salarial. O sindicato alega que não conseguem marcar reunião para falar com o governador.

“Depois de mais de 200 mortes na categoria por Covid19 e de os professores estarem há mais de 1 ano pagando para trabalhar, o governador não recebe os professores e sindicato para dialogar sobre problemas da Educação, que podem levar à 4ª greve consecutiva da categoria nos últimos 4 anos”, diz o sindicato, em nota.

A assembleia deve reunir professores da Secretaria de Educação (Seduc) e da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Em entrevista, o secretário da Semed, Pauderney Avelino, afirmou que planeja o retorno das aulas presenciais para o dia 3 de maio.

Comentários

- Advertisment -

Mais Lidas

Comentários

Fique sempre bem informado

Fique sempre bem informado

Receba notícias exclusivas diretamente em seu E-mail.

 
 
 
 
 

Sua inscrição foi realizada com sucesso

×

Olá!

Fale agora mesmo com nosso atendimento.

× Como posso te ajudar?